Implantação de Grama

Implantação de Grama

Quem nunca sonhou com um tapete de grama verdinho? Pra deitar e rolar, fazer esportes, piqueniques ou simplesmente para contemplar? Pois saiba que isso é possível e cabe em todos os bolsos, basta ter um cuidado especial no plantio e a medida certa de carinho na manutenção. Afinal, tudo que é feito com amor e atenção fica bonito. Este artigo não pretende desvendar todos os segredos para o plantio de gramados perfeitos, daqueles de golf, mas com certeza fornecerá a ajuda inicial para um gramado bonito e sem falhas. Vamos lá?
 
O primeiro passo para implantar um gramado é a mediçao da área. Não deixe esta tarefa com a gramadora, pois sabendo exatamente quantos metros quadrados há, você poderá economizar uns bons reais. Arme-se de trena e mãos a obra. Nesta hora um ajudante é muito útil para segurar uma das pontas da fita. Para áreas maiores utilize uma corda extensa, marcando os metros com fita adesiva. Em áreas maiores ainda é imprescindível o uso do GPS, que hoje em dia é tão acessível. Em áreas irregulares, vale lembrar as fórmulas de geometria para calcular a área direitinho.
 
Colete também informações sobre o tipo de solo, o clima e o uso a que estará sujeito o novo gramado, pois cada espécie é mais adaptada a um ou outro tipo de situação e, definir isso antes, evita grandes erros. transfer news
 
É importante ter em mãos o projeto paisagístico, ou pelo menos um rascunho de onde ficarão os canteiros, os caminhos, os arbustos e as arvores. Assim ficará mais fácil excluir estas áreas da metragem total. Não esqueça de levar em conta as áreas que ficarão sombreadas, pois elas precisarão de algum outro tipo de forração que não seja a grama. Plantar grama em áreas sombreadas (e insistir nisso) é um dos erros mais comuns. Gramas gostam de muito sol, mesmo aquelas que toleram áreas semi-sombreadas nunca ficam tão bonitas e fechadas quanto se estivessem sob o sol.